RS – (51) 3374-3899 SP – (11) 3061-9796 contato@bcmautomacao.com.br

Automação em Saneamento

Equipamentos e Serviços para Automação:

  • Controladores programáveis;
  • Unidades de telemetria remota;
  • Sistemas Scada;
  • Controles para elevatórias e boosters;
  • Minicontroladores para Poços e Reservatórios;
  • Estações de Monitorização da Qualidade da Água;
  • Gerenciamento de Sistemas de Abastecimento de Água.

Sistema Scada:

  • Telecontrole, telecomando, telemedição;
  • Gráficos, relatórios, projeções, históricos.

Benefícios Imediatos com a Automação:

  • Análises de possíveis falhas;
  • Economia de energia por meio da otimização da operação;
  • Maior flexibilidade de interface com painéis existentes;
  • Controle por meio de sistema supervisório;
  • Manipulação de grandezas a distância;
  • Diagnóstico por setores;
  • Controle integrado;
  • Menor custo de implantação emergencial antes do fato ocorrido em tempo real.

Automação de captação de água bruta e elevatórias de água tratada:

  • Controle e acionamento bombas a distância;
  • Transmissão de dados tais como corrente, potência, fator de potência, horas de operação, vazão, pressão, nível, etc;
  • Controle de vazão através de inversores de frequência e válvulas proporcionais;
  • Controle de período horossazonal;
  • Sistema de escorva automatizado;
  • Alarmes e relatórios de horas de operação, níveis, vazões, etc.;
  • Prognósticos de níveis seguros de operação;
  • Sistema de medição de vazão de baixo custo.

Automação de estação de tratamento de água (ETA):

  • Dosagem automatizada de produtos químicos;
  • Controle automático de pH;
  • Controle automático de coagulantes;
  • Controle automático de cloro residual;
  • Lavagem automatizada de filtros;
  • Monitoração online de turbidez da água tratada;
  • Desenvolvimento de estratégias de controle avançado tais como: controle de pH relacionado turbidez e vazão;
  • Registro de vazões, níveis, pressão, pH, turbidez, etc.;
  • Sistemas de supervisão e controle via Internet.

Automação de elevatórias de esgoto:

  • Acionamentos em função de níveis programáveis;
  • Alarmes de extravasamento via celular e linha telefônica;
  • Telemetria de níveis críticos de operação em poço de sucção;
  • Revezamento automático de bombas;
  • Alarmes e relatórios de horas de operação, níveis, vazões, etc.;
  • Sistema de escorva automatizado.

Automação de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE):

  • Controle automatizado de pH;
  • Controle automatizado de oxigênio dissolvido;
  • Automação de aeradores;
  • Revezamento automatizado de bombas elevatórias de esgoto;
  • Medição de vazão em calha parshall;
  • Concentração de dados em centro de controle;
  • Capacidade de comunicação via rede corporativa, rádio, fibra óptica, etc.